30º SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA: HISTÓRIA E O FUTURO DA EDUCAÇÃO NO BRASIL

15 Jul 2019 0 comment
Professores e professoras de história, de todos os níveis de ensino, e pesquisadores e pesquisadoras de história, em diferentes estágios da carreira, têm um encontro marcado na cidade do Recife, entre os dias 15 e 19 de Julho de 2019, para discutir os grandes desafios impostos ao campo na atualidade.

O 30º Simpósio Nacional de História (SNH) será um importante espaço de intercâmbio cultural e científico, em que profissionais e estudantes dos cursos de graduação e pós-graduação em história, de diferentes regiões do país, reúnem-se para compartilhar experiências vivenciadas no processo de produção do conhecimento histórico, para celebrar o (re)encontro com novos(as) e velhos(as) companheiros(as) de luta e de labor e para organizar um coletivo para enfrentar os ataques ao ensino de história e à violência contra mulheres, indígenas, negros, crianças, adolescentes e LGBTs.

Essa tão esperada reunião bienal, que tem proporcionado a veteranos(as) e calouros(as) um confortável sentimento de comunidade, acontecerá novamente sob a coordenação da UFPE e da UFRPE, que de forma conjunta com a ANPUH-Brasil, a ANPUH-PE e demais instituições de ensino (UPE e UNICAP) empenha-se em realizar um evento que acolha bem seu grande número de participantes, mantendo a excelência e o compromisso social-político. Repetindo o êxito do 18º SNH, realizado em 1995, na cidade do Recife, o 30º SNH se dará como excelente oportunidade para o conhecimento não apenas da infraestrutura acadêmica local mas também da produção intelectual e cultural da região.

Para esta edição, a Assembleia Geral do 29º SNH, realizado na UNB, em 2017, elegeu a temática História e o Futuro da Educação no Brasil, traduzindo uma questão que inspira a refletir sobre o papel do ensino de história no contexto atual e sobre os diversos embates enfrentados por seus profissionais nos espaços escolares, nas universidades e centros de memória e pesquisa.

O evento também propõe o debate sobre outros temas complexos da atualidade, como as questões relativas ao passado escravocrata e suas permanências nas relações sociais, nas formas de trabalho do presente e nos golpes políticos no Brasil e América Latina. Entre os desafios atuais, podemos destacar as candentes questões do avanço da “onda conservadora” sobre a América Latina e os usos do passado autoritário no momento presente.

Sem dúvida, pensar a produção do conhecimento histórico e o futuro do processo formativo mais amplo é discutir o projeto de sociedade que vem sendo construído nos bancos escolares de nossas instituições de ensino. Interessa compreender de que modo as marcas desse passado colonial apresentam-se e inscrevem-se em nossa experiência atual e de que modo o futuro se manifesta no presente.

É nesta perspectiva que teremos uma ampla programação! Serão várias conferências proferidas por influentes historiadores(as), nacionais e internacionais, diversos diálogos contemporâneos, simpósios temáticos e minicursos.


Com esses sentimentos de alegria e de afeto, sejam todos e todas bem-vindos!

Informações adicionais