XIX ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA – ANPUH-SC: USOS DO PASSADO, ÉTICA E NEGACIONISMOS

22 Ago 2022 0 comment

A ANPUH-SC, com a colaboração de docentes e pesquisadores ligados ao Departamento de História da FAED/UDESC, tem a alegria de receber a comunidade acadêmica no XIX Encontro Estadual de História, que ocorrerá de 22 a 26 de agosto de 2022 em formato híbrido (parte da programação presencial com transmissão simultânea ao público externo). O objetivo do evento é promover reflexões sobre as dimensões éticas do discurso histórico, incluindo questões ligadas ao julgamento moral na história, o problema do negacionismo e os usos do passado.

O tema do encontro, Usos do passado, ética e negacionismos, incide sobre um dos maiores problemas enfrentados pelos historiadores e historiadoras na atualidade, a saber, a deslegitimação gradual que a produção científica do saber histórico vem sofrendo a partir da influência de grupos ligados à extrema direita. A crise de autoridade epistêmica que, segundo muitos especialistas, acomete não só a história como outros campos do saber acadêmico, exige respostas que envolvam simultaneamente aspectos epistemológicos e éticos. Como responder à acusação dos grupos negacionistas de que a produção historiográfica acadêmica possui um viés “ideológico”? Em outras palavras, quais virtudes (e vícios) epistêmicos distinguem uma historiografia profissional eticamente comprometida com as questões do seu tempo, de um lado, e as formas de instrumentalização do passado feitas em detrimento da distinção básica entre verdade e mentira, de outro?

Almejamos abrir um espaço de diálogo com a comunidade dos(as) historiadores(as) sobre problemas éticos urgentes em nosso tempo, fomentando discussões sobre questões difíceis de digerir. Pretendemos contribuir para a promoção de discussões sobre como os historiadores e as historiadoras podem levar o conhecimento e a reflexão histórica e ética em linguagem acessível para além de sala de aula. Já se disse que o papel do historiador e da historiadora consiste em fazer lembrar o que a sociedade insiste em esquecer. Profanar lugares sacralizados, tocar em feridas abertas. Neste sentido, problematizar tanto o negacionismo quanto nossa atitude em relação a ele se torna uma tarefa fundamental. Em tempos de radicalização político-ideológica, com constantes ataques à democracia e à posição epistêmico-ética do(a) historiador(a) profissional, convém nos atentarmos ao que se esconde por trás do véu das narrativas em conflito, para pensar em possíveis caminhos de superação da crise que enfrentamos.

Esta edição do Encontro Estadual de História, em Santa Catarina, visa propiciar, especialmente à comunidade historiográfica do estado e da circunvizinhança, um passo em direção a um caminho de coesão entre historiadores em prol da luta contra o fascismo, através de debates, divulgação científica, minicursos e das diferentes apresentações que virão ocorrer no evento. Retornando gradualmente à sociabilidade entre os pares na região e unindo forças, estaremos mais perto do objetivo central da nossa comunidade: ter um país mais justo, democrático e diverso. É válido salientar que este encontro marcará uma transição importante em relação ao modo de funcionamento dos eventos acadêmicos nos últimos dois anos, visto que diante dos desafios enfrentados, por força das circunstâncias a nossa última programação ocorreu de forma remota, esta edição ocorrerá em formato híbrido (parte da programação presencial com transmissão simultânea ao público externo).

Informações adicionais

  • Período: 22 a 26/08/2022
  • Local: Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED da UDESC e on-line