Editorial - Setembro de 2019

06 Set 2019 0 comment
(0 votos)
 

O ano de 2019 tem nos mostrado, de um lado, a fragilidade histórica no sem número de ataques aos direitos humanos, às memórias de lutas e à própria historiografia brasileira, evidenciando para nós um cenário tão sombrio quanto angustiante. De outro lado, a boa notícia que abre esse informativo mensal é que nunca fomos tão necessários, tanto porque a conjuntura nos une no compromisso de estarmos em combate pela História, em sincronia e em todos os lugares de nosso imenso país, quanto pela dimensão dinâmica, processual e provisória que a História apresenta, afinal, sobrevivemos às fogueiras, cativeiros e ditaduras, não sem dor, mas com esperança e luta por um mundo justo.

A diretoria da ANPUH – biênio 2019/2021 se insere neste cenário encorajando projeto e ações. Em reunião realizada dia 27 de agosto, renovamos os compromissos pela radicalidade democrática imprescindível para o exercício da nossa profissão, e propusemos projetos que em breve estarão disponíveis aos historiadores e historiadoras do Brasil, debatendo e qualificando os espaços e serviços de publicação científica, o ensino de História e o acesso dos associados e associadas aos mais variados instrumentos que nos permitam praticar e defender a História como caminho.

Última modificação em Sexta, 06 Setembro 2019 17:21