REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA & CIÊNCIAS SOCIAIS

Organizadores: Profa. Drª. Eliane Cristina Deckmann Fleck (UNISINOS) e Prof. Dr. Antônio Dari Ramos (UFGD)

Corpos femininos livres, escravizados ou submissos de diversos tempos e espaços

Ao longo da história, o corpo da mulher vem sendo alvo de inúmeros discursos e tratamentos dados pelas instituições religiosas, sanitárias e jurídico-políticas e pelas sociedades nas quais ela se insere, sendo que sobre ele incidiu/incide o olhar masculino e, também, o feminino. Livre ou escravizado, o corpo feminino sofreu/sofre políticas de alinhamento ao modelo civilizacional e à moral religiosa hegemônicos direcionados à contenção das sensações, dos desejos e das maneiras tradicionais de colocar-se no mundo físico e espiritual. Por outro lado, muitas mulheres têm seus corpos marcados por processos étnicos de construção de seus corpos a partir de práticas culturais específicas, que, na maioria das vezes, implicam em submissão revestida de violência e invisibilidade. A resposta feminina a esses processos sociais tem sido múltipla e multifacetada, indo da acomodação à resistência, expressas nas mais variadas formas. O presente dossiê pretende reunir estudos que, contemplando diversas espacialidades e temporalidades, versem sobre a construção social do corpo/corporeidade das mulheres, não descuidando da resposta dada por elas a esse fenômeno.

Informações adicionais

  • Tema: Corpos femininos livres, escravizados ou submissos de diversos tempos e espaços
  • Prazo: 31/07/2022