A CULTURA DA LOUCURA NA CIDADE: VELHICE, MEMÓRIA, SAÚDE E RESISTÊNCIA (SÃO PAULO, 1940-2004).

Toda pesquisa provoca surpresas em autor e leitores. Esta pesquisa histórica sobre vozes de pessoas idosas classificadas como loucas ou incapacitadas para o exercício da Razão (seres humanos em hospitais psiquiátricos ou geriátricos tratados como loucos e estes vistos na condição de pacientes alheios ao pensamento), realizada por Nelson Tomelin Jr. em duas instituições paulistanas, evidencia a capacidade de pensar e produzir beleza verbal dessas mulheres e desses homens. O trabalho de Nise da Silveira abriu caminhos para tal tipo de reflexão sobre a loucura ao revelar a excelência artística de internos em manicômios. Tomelin retoma e desdobra o debate de Silveira para o campo da história oral, revela expressão poética e resistência nas falas que recolhe: os narradores lembram, articulam, propõem, criticam, incorporam; jamais se reduzem à condição de objetos das instituições, apesar de tanta dor que sofrem; e o pesquisador dialoga, ensina e aprende.

Informações adicionais

  • Editora: CRV
  • Autor(a): Nelson Tomelin Jr.