Normas para autores / Instructions to authors

Conheça os formulários utilizados pelos pareceristas, nos processos editoriais dos artigos recebidos:

Please find below the forms used by peer-reviewers on the editorial process of submitted articles:

 

Objetivo e política editorial

 

Revista Brasileira de História publica artigos originais, entrevistas e resenhas na área de História. Como periódico acadêmico vinculado à Associação Nacional de História (ANPUH), a RBH tem como missão divulgar os resultados mais expressivos da pesquisa histórica brasileira, servindo como referência para a evolução do debate historiográfico nacional e fortalecendo a sua integração ao circuito internacional de produção de conhecimento na área de História.

Os originais podem ser enviados em português, espanhol ou inglês. Os textos em português e espanhol aprovados para publicação poderão ser publicados em versão original e traduzidos para o inglês, a critério da editoria. No caso dos trabalhos recebidos em inglês, serão publicadas as traduções para o português e as versões originais (no caso de trabalhos inéditos), ou apenas a tradução (caso já tenham sido publicados na língua original).

Poderão submeter artigos para publicação na revista doutores em História ou áreas afins. A submissão de resenhas e entrevistas está aberta para mestres ou doutores em História ou áreas afins. Todos os textos recebidos para publicação serão submetidos a uma avaliação preliminar quanto à sua adequação aos objetivos mencionados acima, a ser realizada pelo Editor, assessorado por membros do Conselho Editorial e, quando necessário, por consultores ad hoc.

Os textos

Todos os textos aprovados na avaliação preliminar e que atendam aos requisitos mínimos apontados nas normas de apresentação de colaborações serão submetidos a dois pareceristas. Havendo pareceres contrários, recorrer-se-á a um terceiro.

Cabe ao Conselho Editorial a decisão referente à oportunidade da publicação das contribuições recebidas e aprovadas.

Cada autor só poderá ter um artigo em processo, entre o início da submissão e a publicação final. Será ainda observado um intervalo de dois anos entre a publicação e o início de um novo processo de submissão de texto.

Não há taxa para submissão e avaliação de artigos.

 

Normas para a apresentação de colaborações

 

As colaborações para a Revista Brasileira de História devem seguir estas especificações:

  1. A submissão de manuscritos deve ser feita exclusivamente pelo sistema eletrônico de editoração da RBH. O endereço é: http://submission.scielo.br/index.php/index/login.
  2. Todos os trabalhos devem ser apresentados em duas versões. A primeira com e a segunda sem a identificação da autoria. A autoria deve eliminar do texto, das notas e das propriedades do arquivo qualquer referência que possa identificá-la. A versão sem identificação deve ser enviada no passo "2. TRANSFERÊNCIA DO MANUSCRITO" pelo sistema eletrônico de editoração. A versão identificada deve ser enviada no passo "4. TRANSFERÊNCIA DE DOCUMENTOS SUPLEMENTARES". O programa utilizado deve ser compatível com software Microsoft Word, nos formatos .docx, .doc, .rtf ou .odt.  
  3. A Revista Brasileira de História só avalia e publica artigos inéditos e que não estejam em avaliação por outros periódicos. No ato da submissão do manuscrito, a autoria deverá aceitar eletronicamente os termos da Declaração de Ineditismo.
  4. Os artigos terão a extensão limitada a 8,5 mil palavras, incluindo notas (limitadas a 30) e referências bibliográficas. Nenhum artigo será avaliado sem cumprir esta regra.  
  5. As referências bibliográficas completas devem ser listadas em ordem alfabética no final do artigo. Quando citada, a obra deve ser indicada de maneira simplificada, seja no corpo do artigo, seja em nota, no formato (Autor, ano, página). Ex.: (Holanda, 1936, p.79) 
  6. Serão admitidas notas explicativas, desde que imprescindíveis e limitadas a 30. Normatização das notas conforme NBR 6023.
  7. Os artigos submetidos em língua portuguesa deverão apresentar título, resumo e palavras-chave nas línguas portuguesa e inglesa. Os artigos submetidos em língua espanhola deverão apresentar título, resumo e palavras-chave nas línguas espanhola e inglesa. Os artigos submetidos em língua inglesa deverão apresentar título, resumo e palavras-chave nas línguas portuguesa e inglesa. 
  8. A Revista Brasileira de História não se responsabiliza pela obtenção do copyright de imagens.
  9. As traduções devem vir acompanhadas de autorização da autoria e do original do texto. 
  10. Os dados de todos os eventuais autores deverão, obrigatoriamente e de forma precisa, constar do formulário no ato do cadastro no sistema eletrônico de editoração, incluindo o ORCID.

Política de publicação de resenhas

  1. As resenhas devem ter entre 2 mil e 4 mil palavras. A RBH aceita resenhas produzidas por autores em processo de doutoramento e doutores;
  2. A obra a ser resenhada pode ter sido escrita em qualquer idioma e publicada em qualquer país, desde que relacionada aos debates historiográficos e às suas relações com os demais campos do saber.
  3. A obra resenhada deve estar situada em algum dos variados campos de debates historiográficos contemporâneos, justificando-se, assim, sua publicação em uma revista de História.
  4. A obra resenhada deve ser, preferencialmente, livro, filme, documentário ou congêneres inédito, publicado e/ou lançado originalmente há no máximo 6 (seis) anos, tanto para publicações e produções brasileiras quanto para obras estrangeiras. A RBH também aceita resenhas de obras clássicas publicadas há mais tempo e/ou reeditadas recentemente, desde que revisitadas na resenha com base em demandas políticas, éticas, estéticas e epistemológicas do presente.
  5. Pede-se que as resenhas apresentem o autor ou diretor (principalmente quando se tratar de pesquisador ou diretor jovem e ainda pouco conhecido pelos pares), tragam uma breve descrição da obra (partes, capítulos etc.) e estabeleçam um diálogo crítico com a obra a partir da historiografia posta sobre o tema da resenha e de uma apreciação crítica da obra em si, indicando sua pertinência para o atual estado da arte. A resenha deve indicar possíveis públicos a quem pode interessar a obra. Pretende-se, com isso, que as resenhas publicadas pela RBH sejam sempre comentários críticos à obra resenhada, jamais um texto meramente laudatório e/ou de apresentação.
  6. Nesse sentido, toda resenha deve ter um título que indique ao leitor o objetivo analítico do resenhista. Além do título (em português e inglês), as resenhas devem apresentar a referência bibliográfica completa da obra analisada, logo abaixo do título em inglês. Resenhas não contêm resumo, abstract, palavras-chave nem keywords. Notas de caráter explicativo podem ser utilizadas nesses textos. As remissões bibliográficas devem vir no corpo principal do texto, seguindo o sistema autor-data. Exemplo: (Carvalho, 2011, p. 397). As referências bibliográficas completas devem ser listadas em ordem alfabética ao final do texto (incluindo a referência do livro resenhado e as referências de outros textos citados pelo autor da resenha, caso haja).
  7. A RBH garantirá a publicação de, no mínimo, 1/3 (um terço) das resenhas de obras relacionadas ao tema de cada dossiê. Em não havendo indicações pelos organizadores do dossiê, as resenhas publicadas serão aquelas recebidas em fluxo contínuo e aprovadas pelos pareceristas. A RBH publicará, por número, o máximo de 6 (seis) resenhas. A quantidade máxima poderá ser alterada por deliberação do Conselho Editorial em conjunto com o Editor Executivo de Resenhas e o Editor Chefe, a depender do fluxo de resenhas recebidas e aprovadas para cada número. As resenhas relacionadas ao dossiê da revista podem ser de indicação dos coordenadores, encomendadas a determinados autores para que analisem obras relacionadas à temática abordada. Nesse caso, deve-se considerar que o autor convidado a produzir a resenha não pode ter relações diretas com o autor da obra analisada ou com a rede intelectual à qual pertence. Essa recomendação se aplica também aos autores das demais resenhas encaminhadas. Preferencialmente, o autor convidado a produzir a resenha deve ser alguém reconhecido entre os pares como autoridade na área.
  8. Nas resenhas encomendadas, devem-se observar os recortes regionais para que se privilegiem editoras e autores das diversas regiões do país, assim como critérios de gênero e de etnia, sempre matizados pelo rigor epistemológico da obra produzida e por sua importância para o debate historiográfico.

Livro: SOBRENOME, Nome. Título do livro em itálico: subtítulo. Tradução. Edição. Cidade: Editora, ano. nnnp.

Capítulo ou parte de livro: SOBRENOME, Nome. Título do capítulo ou parte do livro. In: SOBRENOME, Nome (Org.) Título do livro em itálico: subtítulo. Tradução. Edição. Cidade: Editora, ano. p.xxx-yyy.

Artigo em periódico: SOBRENOME, Nome. Título do artigo. Título do periódico em itálico, Cidade: Editora, v.xx, n.xx, p.xxx-yyy, ano.

Trabalho acadêmico: SOBRENOME, Nome. Título em itálico: subtítulo. Dissertação/Tese (Mestrado/Doutorado em ...) – Unidade, Instituição. Cidade, ano. nnnp.

Texto obtido na internet: SOBRENOME, Nome. Título. Data (se houver). Disponível em: www...; Acesso em: dd mmm. ano.

Trabalho apresentado em evento: SOBRENOME, Nome. Título do trabalho. In: NOME DO EVENTO, número (se houver), ano, Local do evento. Anais... Local: Editora (se houver), ano. p.xxx-yyy.