Por uma análise crítica profunda dos materiais veiculados pela SEED-PR

1f345c87 68e5 48ce afed 84ef36100db1

No ínício de setembro a  APP-SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO PARANÁ realizou uma importante denúncia contra um material que circulou em grupos de mensagem divulgando uma visão distorcida e apologética da chama "Operação Condor". Tratava-se de um slide de uma das aulas de Geografia do da 2ª série do Ensino Médio, como pode ser verificado na foto recebida pela entidade. Esses materiais, produzidos com chancela da SEED, foram implantados como suporte pedagógico do processo de plataformização do ensino básico no Paraná.

O episódio revela algumas questões. Primeiro, concordamos com a APP, que o conteúdo veiculado expressa o posicionamento político e ideológico de quem o produziu, manifestando uma apologia aos métodos de terrorismo de estado praticados em acordo pelas ditaduras militares de países da América do Sul. Com isso, contribui para difundir visões distorcidas da História, apoiadas no negacionismo e no revisonismo ideológico. Segundo,revela a inexistência de critérios de avaliação do material, o qual deveria manter estrita observância e respeito aos princípios éticos necessários à construção da cidadania e ao convívio social republicano. O fato do conteúdo ter sido alterado, horas depois, é uma assunção de responsabilidade das autoridades educacionais, que não elide a necessidade de aprofundar a discussão sobre a produção e avaliação de conteúdos veiculados nos slides e outros recursos a eles vinculados. 

O processo de plataformização da educação no Paraná, com a disponibilização de conteúdos digitais, precisa ser profundamente discutido. A centralização do currículo plataformizado afeta drasticamente a autonomia das escolas e dos coletivos docentes; promove o fetiche das tecnologias educacionais; revela uma obstinação centrada em metas e resultados de indicadores. Nada disso se traduz efetivamente em educação de qualidade, como tem denunciado professores/as.

Nossa entidade está buscando se mobilizar para transformar essa questão numa discussão pública em parceria com outras entidades.

Contamos com o apoio da comunidade de historiadores/as do Paraná.

 

  

 

LOGO ANPUH PARANÁ